SELECT topo FROM abc_paginas WHERE link = '128' SELECT pagina FROM abc_paginas WHERE link = '128'
Veja como funciona o da Vinci, robô cirurgião de R$ 6 milhões




Um vídeo demonstração publicado no canal Da Vinci Surgery registra a (da Vinci Robot Stitches a Grape Back Together) precisão do robô cirurgião da Vinci. Um profissional especializado consegue “costurar” uma casca de uma uva dentro de uma garrafa.

Mais do que mostrar a capacidade do robô, o procedimento ajuda profissionais a treinarem as habilidades no manejo da ferramenta cirúrgica. As cirurgias feitas pelo robô cirurgião costumam ser urológicas, no aparelho digestivo e na região da cabeça e pescoço. Intervenções cardíacas e para tratar problemas ginecológicos também são realizadas.

Denominado oficialmente em inglês por The da Vinci Surgical System, o robô tem quatro braços, semelhante a um polvo. Um possui uma câmera, enquanto os outros três ficam livres para portar pinças, tesouras e bisturis. O médico operador fica em uma mesa de controle e visualiza pela câmera os pequenos espaços e cavidades dentro do corpo do paciente (no caso do vídeo, a uva dentro da garrafa). À medida que o médico move as mãos e os dedos, o robô reproduz seus movimentos.

No vídeo, as cascas da uva são de apenas frações de 1cm de espessura. Cirurgiões usam o dispositivo para serem capazes de trabalhar de forma eficaz dentro do corpo dos pacientes que utilizam a cirurgia laparoscópica em vez de criar incisões maiores – o corte cirúrgico do robô é, geralmente, de cerca de 2cm –. Apesar da fragilidade de uma uva normal, que tem menos de uma polegada de comprimento, a fruta é deixada em quase perfeito estado após o robô suturar até o último ponto.

Hospitais pagam até US$ 2 milhões (aproximadamente R$ 6 milhões na cotação do dia 13) pelo sistema de cirurgia, cujo custo de serviço anual gira em torno de US$ 100 mil (ou R$ 300 mil). No Brasil, instituições como o Hospital Sírio-Libanês e o Albert Einsten de São Paulo possuem unidades. No Rio Grande do Sul, o Hospital de Clínicas de Porto Alegre utiliza o sistema desde 2013.


Fonte: http://setorsaude.com.br/veja-como-funciona-o-da-vinci-robo-cirurgiao-de-r-6-milhoes/

Feira Hospitalar: Nosso associado Arkmeds




Reservem a Agenda: “I Fórum de Gestão de Infraestrutura Hospitalar”




Congresso Brasileiro de Manutenção




Sorteio de vaga para Curso de Segurança Elétrica Aplicada aos Equipamentos Eletromédicos




Omni Experience - Sucesso!




Metrosaúde 2018




APRESENTAÇÃO ELUXEO - FUJIFILm Para Engenheiros Clínicos




Omni Experience




Primeiro Simpósio de Eletrocirurgia para Engenharia Clínica




Ranking dos melhores hospitais da América Latina




Associação Brasileira de Engenharia Clínica – ABEClin

A ABEClin, é uma pessoa jurídica de direito privado, sem fins lucrativos e de duração ilimitada. Foi estabelecida com o objetivo de incentivar, consolidar, integrar e qualificar os profissionais que atuam na área de Engenharia Clínica definindo-os da seguinte forma:

“O Engenheiro Clínico é o profissional que aplica as técnicas da engenharia no gerenciamento dos equipamentos de saúde com o objetivo de garantir a rastreabilidade, usabilidade, qualidade, eficácia, efetividade, segurança e desempenho destes equipamentos, no intuito de promover a segurança dos pacientes.”