Google anuncia projeto de nanorrobôs que podem detectar câncer no sangue

 


Um projeto tecnológico inovador destinado à medicina preventiva foi divulgado pelo Google. Deve ser lançada uma pílula, que ao ser ingerida, liberará nanopartículas que irão possibilitar a detecção de doenças pelo sangue, como câncer e cardiopatias.

Será criada uma pulseira tecnológica, responsável por realizar as medições através dos dados obtidos pelos nanorrobôs. As avaliações serão feitas imediatamente, prevenindo possíveis problemas de saúde. Informações poderão ser lidas pelo usuário ou enviadas no mesmo instante para o médico do paciente. Células sadias do corpo serão desconsideradas, através da programação feita nas nanopartículas. Afinal, células cancerígenas se comportam diferente das restantes.

Questionado sobre questões de privacidade, o biólogo responsável assegurou que o Google não irá comercializar os dados obtidos dos usuários. Quanto as previsões de chegada no mercado, um produto final não é esperado antes dos próximos cinco ou sete anos.

Fonte: http://www.techtudo.com.br/noticias/noticia/2014/10/google-anuncia-projeto-de-nanorrobos-que-podem-detectar-cancer-no-sangue.html

Reconhecimento da profiss




Regras para participação no CEDAY 2021




Reconhecimento de profissionais atuantes em Engenharia Clínica - Premiação João Pedroso




Agradecimento aos Voluntários




Pesquisa Salarial 2020




Reunião ABEClin COVID-19




ABEClin - Suporte CV19




Entrevista ABEClin com AIIC sobre a crise do Coronavírus na Itália




Convênio entre ACCE e ABEClin




INVITATION TO ICEHTMC 2019




Associação Brasileira de Engenharia Clínica – ABEClin

A ABEClin, é uma pessoa jurídica de direito privado, sem fins lucrativos e de duração ilimitada. Foi estabelecida com o objetivo de incentivar, consolidar, integrar e qualificar os profissionais que atuam na área de Engenharia Clínica definindo-os da seguinte forma:

“O Engenheiro Clínico é o profissional que aplica as técnicas da engenharia no gerenciamento dos equipamentos de saúde com o objetivo de garantir a rastreabilidade, usabilidade, qualidade, eficácia, efetividade, segurança e desempenho destes equipamentos, no intuito de promover a segurança dos pacientes.”